terça-feira, 3 de março de 2015

Mozzarella... que derrete!


Ingredientes:

50 gramas de fécula de batata ou maisena
60 ml + 1 colheres de sopa de leite de soja
70 gramas de iogurte natural de soja
4 colheres de sopa de óleo
sal à gosto

Bata no liquidificador 2 colheres de sopa de leite de soja com o óleo e coloque na panela.
Acrescente o leite e a fécula de batata e dissolva mexendo bem
acrescente o iogurte  e o sal mexa bem e cozinhe em fogo médio a alto quando começar  a engrossar abaixe um pouco o fogo e mexa até virar uma bola cozinhando por 5 minutos para garantir o cozimento da fécula.
Mexa sempre amassando com a espátula.
Coloque no potinho untado com azeite a mistura e amasse bem para dar o formato.
Espere esfriar em temperatura ambiente por 2 a 3 horas.
Corte e fatias e sirva em torradas, pizzas  etc...


receita do blog receitasvegdaka

segunda-feira, 2 de março de 2015

VEGetariANISMO para Crianças


Receitas para Crianças

Crianças & Famílias Vegan

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Chá de maçã e canela dentro de uma... maçã!


A receita?
Faça um chá de maçã e canela e sirva com cravinho e pau de canela na maçã bem quentinho.

... no final come a maçã!

... e como não gostamos de desperdiçar nada, da polpa pode fazer um batido para os mais pequenos!7

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Vegetais&Cereais&Leguminosas: Demolhar/Germinar & Cozer


Os Vegetais, o Cozimento e o Tempo
* Abóbora coze em cerca de 10-15 minutos; no vapor o+u- 20 minutos ou até que inserindo um garfo a abóbora esteja macia.

Tabela de Cozimento de Cereais e Pseudo-Cereais

- Demolhar e cozer Cereais e Pseudo-Cereais
Ao demolhar estamos a iniciar o processo de germinação, o que dá aos alimentos maior valor nutricional.

No caso dos Cereais, como o arroz, o trigo, o centeio, a cevada, o kamut, millet, couscous e Pseudo-Cereais, amaranto, a quinua e o trigo sarraceno o melhor será colocá-los a demolhar algum tempo( de preferência durante a noite), diminuindo assim o tempo de cozedura.

No caso do arroz integral, é aconselhável demolhá-lo sempre antes de o cozinhar - não só fica muito mais saboroso, como isso ajuda a desdobrar o ácido fítico, tornando muito mais fácil a absorção de diferentes oligoelementos, particularmente zinco.
[Ao contrário do branco, o arroz integral NÃO DEVE SER REFOGADO. Esse procedimento serve para SELAR OS GRÃOS, ou seja, evitar que o amido saia e ele vire papa. Mas como o integral ainda possui a película protetora, isso não se faz necessário, ao contrário, faz com que ele não cozinhe nunca.
Fazer arroz integral, é muito simples: refoga a cebola e o alho normalmente e acrescenta A ÁGUA COM TEMPEROS (ervas, sal) E SÓ DEPOIS O ARROZ. Assim ele cozinha mais rápido.]

. Os cereais deverão ser lavados, para retirar pequenas pedras e areias.
. No caso de alguns cereais mais rijos, como o arroz, o trigo, o centeio, a cevada, o kamut, couscous, o melhor será colocá-los a demolhar algum tempo, diminuindo assim o tempo de cozedura.

. Eu particularmente gosto de lavar e demolhar o cereal e tostá-lo um pouco e depois colocar na água da cozedura. Fica mais saboroso e ajuda ao processo de expansão do mesmo.




Demolhar e cozer Leguminosas

. A forma mais adequada para comprar as leguminosas é em grão, pois mantém o seu potencial nutritivo por muito mais tempo, conservando-se melhor no armazenamento prolongado.
. Prefira, sempre que possível leguminosas de produção biológica e provenientes de sementes não manipuladas geneticamente, pois cada vez está mais comprovado que esse tipo de alterações podem ter consequências graves e algumas desconhecidas para quem as consome.
. Os grãos inteiros devem ser armazenados em recipientes estanques, em locais frios e secos. Não devem ser armazenados mais que 6 meses, pois tornam-se mais duros e difíceis de cozinhar.
. As leguminosas que se vendem enlatadas e de conserva já cozidas, normalmente contêm conservantes e já perderam muitos dos seus nutrientes. Assim, é preferível adquirir o grão cru e cozinhá-lo em casa. O ideal seria cozinhar o grão e comê-lo de seguida. No entanto, com a vida moderna o tempo para preparar as refeições escasseia e essa técnica torna-se impossível. De qualquer modo pode sempre demolhar-se uma grande quantidade e cozê-la, congelando-a em seguida em pequenas doses para serem utilizadas em cada refeição. É preferível os congelados ao enlatados.
. As leguminosas secas devem ser lavadas, para retirar pequenas pedras e areias, e demolhadas, para uma mais rápida cozedura.
. Pode acrescentar à água de demolhar um pedaço de alga kombu, que vai facilitar a digestão das leguminosas.
. Devem ser bem cozidas mas não desfeitas, e o sal deve-se juntar no final da cozedura.
. A cozedura das leguminosas deve ser em lume brando, e no menor tempo possível (poderá usar a panela de pressão).
. As leguminosas cozidas que não forem congeladas, podem ser conservadas em frio e utilizadas até ao prazo máximo de 5 dias.
Tabela com o tempo médio para demolhar.


As leguminosas (feijão, grão, lentilhas) são excelentes fontes de proteínas e minerais mas gozam de má fama por provocarem gases intestinais, o que pode ser atenuado pelo uso do Gengibre ou da alga Kombu. Conselhos: demolhe sempre o feijão ou o grão com horas de antecedência; nunca utilize a água de demolhar para cozer; coza junto com uma pequena fatia de gengibre fresco (removendo a casca e usando apenas o interior) ou uma tira de alga Kombu. O gengibre tem propriedades carminativas e auxilia a digestão.
 Para 500 g de grão/feijão use uma tira/pedaço de alga kombu de cerca de 7 cm; ou uma fatia de gengibre do tamanho de uma carica. Ambos podem ser consumidos/reaproveitados após cozerem com as leguminosas.
As leguminosas devem fazer parte do cardápio semanal saudável para toda a família. Bons cozinhados.

Cozinha Vegetariana Gabriela Oliveira

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

"Caviar" de Algas


Ingredientes:
·      25 g de hijikis secas
·      1 c. sopa de óleo de sésamo (não utilizar azeite devido ao seu gosto acentuado para este prato)
·      2 c. sopa de shoyu/tamari
·      1 c. sopa de mirin (vinho de arroz) ou vinho branco seco
·      1 c. sopa de vinagre de arroz
·      1 c. sopa de tahin (manteiga de sésamo)

Preparação:
·      Lavar as algas em duas ou três águas.
·      Cobrir as algas de água e demolhá-las até ficarem tenras.
·      Picar as algas muito finas até obtermos alguma coisa parecida com ovas de caviar.
·      Aquecer o óleo e juntar as algas, salteando-as 2 ou 3 minutos. Deixá-las arrefecer.
·      Juntar o shoyu/tamari, o mirin ou vinho branco, cobrir e deixar cozinhar durante cerca de 40 minutos até que todo o líquido seja absorvido.
·      Juntar o vinagre e cozinhar mais 3 a 5 minutos.
·      Retirar do lume e juntar o tahin.
·      Deixar arrefecer e servir a barrar tostas com uma rodela de limão como guarnição.

Onde comprar

Sobre as Algas

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Tofu á Gomes de Sá


Receita VeggyNice

ingredientes:

tofu
batatas
cebola
algas
alho
louro
salsa
azeitonas

Cortar as cebolas às rodelas e fatiar os alhos. Levar ao lume numa caçarola com azeite e louro até a cebola amolecer.
Juntar o tofu cortado em cubinhos, as algas demolhadas e temperar com sal grosso.
Cortam-se as batatas (se forem biológicas não se retira a casca) aos cubos e cozem-se a vapor durante cerca de 8 minutos. Juntam-se na caçarola até se impregnarem dos sucos da mistura, junta-se a salsa picada e as azeitonas e serve-se quente.



2
Receita Not Guilty Pleasure

Ingredientes (para 2 pessoas)

250g de tofu, aos cubos
4 folhas de louro pequenas
1 dente de alho grande, picado
1 cebola grande, em meias luas
1 cabeça de brócolo grande, apenas os floretes em pequenos pedaços
4 batatas de tamanho médio, em cubos
1 ramos de coentros, picado
Azeite q,b,
Sal, pimenta, alho em pó q.b.

Como preparar

Temperar o tofu com sal, alho em pó e pimenta e reservar. (Pode ser preparado umas horas antes ou deixar marinar de um dia para o outro)

Dar uma primeira cozedura nas batatas durante alguns minutos, apenas até ficarem tenras mas ainda apresentando alguma resistência ao garfo. Não deixar cozer em demasia para que depois não se desfaçam no forno.

Numa frigideira, em lume baixo, juntar um fio de azeite,  a cebola, o alho e as folhas de louro. Deixar amolecer e alourar durante uns 5 minutos e acrescentar o tofu. Aumentar um pouco o lume e saltear durante uns 3 minutos ou até ganhar alguma cor.

Numa travessa de forno juntar as batatas previamente cozidas, os brócolos, a cebola com tofu e parte dos coentros. Regar com um fio de azeite, temperar com sal, pimenta e um pouco de alho em pó e envolver tudo. Levar ao forno a 180ºC durante cerca de 20-30 minutos, mexendo de vez em quando para dourar de forma uniforme.

Retirar do forno, polvilhar com os restantes coentros e regar com mais azeite se necessário.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Burgueres de millet e batata doce


Ingredientes

(Para 4 pessoas)
1 chávena de millet
2 batatas doces
1 dente de alho
Um molho de salsa
Farinha de Amêndoa
Farinha de Quinua Real
Azeite
Sal

Descasque e corte as batatas em quadrados pequenos. Coloque numa travessa de ir ao forno com azeite e sal, misture bem e leve ao forno por 30 minutos a alta temperatura. Cozinhe o millet em 3 chávenas de água e uma pitada de sal. Corte o dente de alho em lâminas e alourar numa frigideira com um pouco de azeite. Reserve o azeite. Misture o alho dourado com a salsa e o azeite reservado e triture. Retire a batata-doce de forno, faça puré com um garfo e adicione-lhe a salsa e o alho. Adicione o millet e misture tudo muito bem, adicionando as amêndoas em pó, até obter uma consistência bastante espessa. Fazer a forma de hamburgueres com as mãos e passá-los por farinha de Quinua Real. Numa frigideira/ grelha anti-aderente, despeje um pouco de azeite e quando esteja quente prepare os hamburgueres na grelha. Se não tiver uma boa frigideira, pode fazer os hamburgueres no forno.

Dica: Podem ser feitos vários hamburgueres para 2-3 dias, além disso, se guardar no frigorífico eles ficam melhores porque ficam mais consistentes.


Fonte lafinestrasulcielo